segunda-feira, 19 de março de 2018

Os mórmons são uma seita? Aqui está a verdade




Algumas pessoas e grupos referem-se aos mórmons como seita. Será que isso é verdade?

Entre as definições para “seita” segundo os dicionários está “doutrina ou ideologia que diverge da crença dominante”.  O Novo Testamento mostra que a Igreja de Jesus Cristo era vista como seita (Atos 28:22) ou “a seita dos nazarenos” (Atos 24:5) pelos judeus e politeístas. Do ponto de vista católico, o protestantismo também é uma seita. Assim como outros grupos e religiões são chamados de seitas por alguns protestantes.

Não haveria nada de errado em ser uma seita, SE a esta palavra não tivesse sido atribuído um sentido PEJORATIVO. Infelizmente, algumas pessoas e grupos usam a palavra “seita” em tom acusatório e discriminativo contra outros grupos e religiões. E A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, infelizmente, é um desses alvos.

Por que alguns chamam, pejorativamente, os mórmons de seita?

Uma acusação completamente injustainfundada feita contra a Igreja, motivo pelo qual chamam-na de seita, é a de não ser cristã.
   
O fato é que os mórmons não apenas SÃO CRISTÃOS, mas são muitos fiéis a Cristo e a Seus ensinamentos!

Eles acreditam em Jesus Cristo tal como ensinado no Novo Testamento. Acreditam que Ele é o Filho do Deus vivo, o Salvador e Redentor da humanidade. Sua 3ª Regra de Fé ensina:

“Cremos que, por meio da Expiação de Cristo, toda a humanidade pode ser salva, pela obediência às leis e ordenanças do Evangelho.”

Os mórmons são muito gratos por tudo o que Jesus Cristo fez pela humanidade e têm plena ciência de que estariam completamente perdidos se Ele não tivesse sofrido e morrido por seus pecados. Eles acreditam que precisam exercer fé em Jesus Cristo, arrepender-se, receber as ordenanças salvadoras e perseverar até o fim em retidão para receberem todas as bênçãos que Deus colocou à disposição de Seus Filhos por intermédio do Salvador.

Os mórmons se esforçam para cumprir os mandamentos e ensinamentos dados pelo Senhor, tais como:

·       Os 10 mandamentos revelados a Moisés no monte Sinai, posteriormente sintetizados pelo próprio Salvador (Marcos 12:30-31);

·       As “Bem-aventuranças” citadas pelo Senhor no sermão da montanha;

·       E outros ensinamentos do Salvador revelados a Seus profetas (Amós 3:7).

Os mórmons também realizam outras práticas e ordenanças que Cristo ensinou, entre elas:

·       Sacramento (ou Santa Ceia);

·       Batismo por imersão;

·       Dom do Espírito Santo;

·       Casamento;

·       Bênçãos de saúde;

·       Orações;

·       Pregação do Evangelho em todo o mundo;

·       Ensinamentos do Evangelho nas classes da Igreja e em casa etc.

E exatamente TODAS essas coisas são feitas "em nome de Jesus Cristo".

Até mesmo o nome da Igreja leva o nome do Salvador.


Somente quem nunca assistiu a uma reunião de adoração, ou visitou um site oficial da Igreja ou conversou com um membro fiel pode, inocentemente, ter se equivocado ao supor que os mórmons não sejam cristãos. Quem procura realmente conhecer a verdade, encontra-a com extrema facilidade.

Quer aprender mais sobre as crenças mórmons?


Assista a vídeos do Canal Mórmon no YouTube.

Siga a página LDS Brasil no Facebook.

Ou converse por bate papo com um representante da Igreja.

Obs.: Sou apenas um membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Não represento a Igreja nem falo em seu nome.

domingo, 4 de março de 2018

12 curiosidades sobre o namoro mórmon


O namoro é uma das fases mais emocionantes da vida para, pelo menos, a maioria das pessoas no mundo, independentemente de sua cultura ou credo. Para os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias – também conhecidos como mórmons ou SUD – é um período muito importante da vida, pois pode definir não apenas seu futuro, mas toda a sua eternidade.

O namoro mórmon possui alguns padrões e peculiaridades únicos. Confira 12 entre eles:

1. Os jovens mórmons são aconselhados a namorar apenas depois dos 16 anos

Um namoro precoce pode privar os jovens de experiências importantes na adolescência, também pode privá-los de conhecer outros jovens e fazer amizades que podem levá-los a, no futuro, escolherem com maturidade seus companheiros eternos.

Iniciar um namoro cedo demais também pode levar os jovens a cometerem erros que afetam a sua dignidade e o seu futuro. Por essas razões, os jovens são incentivados a não namorarem antes dos 16 anos.

2. Eles são incentivados a namorar alguém com quem já tenham amizade

Eles sabem como seus amigos se comportam, como tratam as coisas espirituais e outros compromissos. Portanto, têm mais informações para fazer uma escolha.

Se houver interesse por alguém que não seja de seu círculo de amizade, o ideal é tornarem-se amigos e se conhecerem melhor antes de iniciarem um namoro. De amizades salutares surgem os melhores relacionamentos.

Isso pode soar antiquado ou restritivo, mas é apenas uma proteção para as pessoas. Todo mundo, não importando a idade, credo ou cultura, deveria namorar e se casar apenas com alguém que conhecesse bem.  Muitos infortúnios seriam evitados se isso acontecesse.

3. Os mórmons são desaconselhados a “ficar”

Os pais ou líderes não ficam monitorando os jovens, apenas dão-lhes conselhos e orientações para que tomem decisões sábias e não façam nada que destrua a beleza e o romantismo dos relacionamentos.

O beijo é importante e, de certa forma, sagrado para um membro fiel da Igreja. Portanto, não deve ser tratado com leviandade. Ou seja, o jovem não deve ficar beijando uma pessoa diferente toda semana, ou beijando apenas por beijar. Devem guardar seus beijos para uma pessoa especial.

Beijos ardentes e agarramentos não são apropriados durante o namoro, pois podem levar à intimidade sexual.

4. Os mórmons não fazem sexo antes do casamento

Os membros da Igreja vivem a Lei da Castidade. Isto é, eles só têm intimidade sexual com quem são legal e legitimamente casados. Assim sendo, eles não devem ter relações sexuais antes do casamento e nem fora do casamento, caso sejam casados.

Enquanto são solteiros, eles também não devem estimular sexualmente outras pessoas, seja por toque, por palavras ou outros meios, mesmo que acabe não resultando no sexo propriamente dito. Eles acreditam que seus corpos são sagrados e que certas emoções, que são dádivas divinas, devem ser reservadas para o casamento.

5. Os mórmons só namoram para casar

As pessoas de fora podem estranhar, principalmente porque a maioria das pessoas só quer “aproveitar a vida ao máximo” antes de firmar compromisso com alguém. Mas o propósito do namoro mórmon é levar ao casamento.

No entanto, isso não significa que a pessoa tenha que se casar com o primeiro que namorar. O período do namoro é também um período para se conhecerem melhor. É nessa fase de convivência que o casal passa a conhecer de perto as qualidades e imperfeições um do outro.

Durante o namoro, é fundamental que ambos abram bem os olhos para identificar os pontos negativos tanto no relacionamento quanto no comportamento do outro (e no próprio comportamento, é claro!).

Questões como incompatibilidade de gênios ou comportamentos suspeitos podem ser identificados nesse período. Se a pessoa perceber que o relacionamento poderá lhe trazer problemas futuros, esse é o melhor momento para terminar o namoro.

Muitos casamentos terminam em divórcio porque as pessoas ignoram esse conselho, não dão a devida importância a alguns sinais preocupantes que despontam durante o namoro. Portanto, é preferível terminar o namoro, ou até mesmo o noivado às vésperas do casamento, a ter de enfrentar um divórcio mais adiante.

6. Não existe “alma gêmea” para os mórmons

Muitas pessoas se enquadrariam no quesito “pessoa certa” para os solteiros da Igreja. O que define se a pessoa escolhida é certa para um membro fiel é a compatibilidade e a presença de características capazes de fazer um relacionamento durar.

Então, antes de assumir um relacionamento sério ou levar o namoro adiante, é preciso se perguntar:

Ele(a) é fiel na Igreja? Cumpre seus chamados, está disposto a servir, cumpre os mandamentos? Honra o Sacerdócio?
Ele(a) me trata com respeito? Respeita meu corpo e nossos valores? É fiel, leal, amigo(a), companheiro(a)?
Eu me sinto em paz quando estou ao seu lado?
Sinto-me atraído(a) por ele(a)?
Encontro motivos para admirá-lo(a)? Eu poderia listar rapidamente várias qualidades suas?
Ele(a) tem desejo de continuar progredindo espiritual, material e intelectualmente?
Ele(a) é paciente, manso(a), tolerante, pacífico(a), humilde?

Algumas questões podem variar de uma pessoa para outra.

7. Os mórmons pedem o aval de Deus para a escolha que fizeram

Os mórmons não colocam nas costas de Deus a responsabilidade de escolher alguém para namorar ou se casar. Então, em vez dizerem “Senhor, mostre-me em sonho ou visão com quem devo namorar /casar!”, eles fazem a sua escolha, levando em consideração o ponto anterior, e apresentam-na ao Senhor, pedindo o Seu aval. Se for uma boa escolha, eles se sentirão tranquilos. Caso contrário, o Senhor os fará se sentirem inquietos ou angustiados. Esse é o padrão usado para todas as escolhas que os membros fazem.

8. Os mórmons não namoram por tempo prolongado 

Não foi estipulado nenhum tempo máximo de namoro, mas, como a finalidade é o casamento, se os dois se gostam, já se conhecem o suficiente e sentem que fizeram uma boa escolha, nada os impede de começarem os preparativos para o casamento.

9. Os mórmons acreditam em casamento eterno

A fase de namoro é tão importante para os SUD porque pode definir não apenas o tipo de casamento que eles terão, mas o seu destino eterno.

Os casamentos celebrados pelos mórmons não são “até que a morte os separe”, mas “por todo o tempo e a eternidade”. Eles acreditam que os laços familiares (marido e mulher, pais e filhos, avós e netos, etc.) podem perdurar por toda a eternidade, desde que as pessoas da família vivam dignamente, façam convênios e os honrem durante toda a vida.

Os casamentos mórmons são realizados em lugares especiais na terra chamados Templos e recebem o nome de “selamento” ou “casamento celestial”.

10. Os mórmons fiéis desejam namorar apenas outros membros fiéis

Como apenas os membros fiéis da igreja podem se casar nos Templos – e eles passam por uma entrevista de dignidade para poderem entrar nesses locais sagrados – ele vão querer namorar apenas alguém que tenha a meta de se preparar para esse tipo de casamento.

Pode acontecer de um SUD fiel encontrar uma pessoa digna fora da Igreja. Neste caso, a sua pretensão certamente será trazê-la para a Igreja e oferecer-lhe o tipo de casamento à altura de seu inestimável valor e potencial, ou seja, um casamento eterno em um Templo sagrado.

Iniciar um relacionamento com alguém de fora da Igreja, no entanto, envolve riscos, pois nada garante que a pessoa vá se tornar membro um membro e o casal acabe se casando no Templo. Isso pode gerar muita frustração e desentendimento futuro.

11. E os conversos que não viveram esse padrão de namoro antes de se tornarem membros?

Centenas de milhares de pessoas se tornam membros da Igreja todos os anos e vêm, muitas vezes, de realidades bem diferentes. Muitas delas tinham padrões de namoro totalmente diferentes ou opostos aos ensinados pela Igreja. Mas, graças à Expiação de Jesus Cristo, elas puderam ser perdoadas de seus erros passados através do arrependimento, do batismo e do recebimento do Dom do Espírito Santo, e iniciaram uma nova jornada.

Todo solteiro converso, independentemente do estilo de vida que tinha antes, é incentivado a adotar os padrões elevados de namoro SUD ao se tornar membro da Igreja. Ele tornou-se limpo e puro perante Deus, e tem o privilégio de começar do zero.

12. E se um jovem da Igreja cometer transgressões sexuais?

Infelizmente, embora sejam ensinados e incentivados a levar uma vida reta e pura, alguns membros da Igreja acabam se permitindo ir muito além dos limites e acabam quebrando a lei da castidade. Para esses, a saída é abandonar seus erros o quanto antes e, com a ajuda dos pais e líderes, trilhar o caminho de volta por meio do processo de arrependimento. Ao colocarem a sua vida em ordem, eles poderão buscar um relacionamento puro e promissor, como qualquer outro membro.

Convém frisar que a atração física, embora importante, não é suficiente quando se trata de namoro sério e casamento. Os mórmons solteiros são incentivados a identificar a presença também de atração espiritual, emocional e intelectual. Quanto maior for o nível de compatibilidade entre os casais, maiores serão as chances de terem relacionamentos duradouros e felizes – o casamento eterno que tanto almejam.

Obs.: Sou apenas um membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Não falo em nome dela.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Nomes e mais nomes para bebês



Desde meados de 2016, venho escrevendo alguns artigos com nomes para bebês que alcançaram, até o início de novembro de 2017, 6,2 milhões de visualizações. Por isso, achei válido criar um post aqui no meu blog com esses links, para leitores que buscam nomes para o bebê (ou bebês) que está chegando.

Antes, eu os havia listado em ordem decrescente (os que têm mais visualizações primeiro). Mas fiz uma pequena mudança, ordenei-os por data de publicação (os mais recentes primeiro), já que os mais antigos recebem muito mais visitas por serem os primeiros da lista.

Se há um bebê a caminho na tua família (ou na família de amigos), compartilhe os links com os nomes que mais te agradam.
  1. 90 combinações de NOMES para bebês gêmeos – masculinos e femininos
  2. 70 nomes fortes para meninos e meninas com 3 sílabas ou mais
  3. 100 nomes LINDOS para bebês que dão origem a apelidos muito FOFOS
  4. 70 nomes pouco comuns e muito CHARMOSOS para bebês
  5. 90 nomes de príncipes e princesas da vida real, da ficção e mitologia para se inspirar - escolha um para o seu bebê
  6. 90 nomes de reis e rainhas para se inspirar – escolha um para o seu bebê
  7. 60 nomes inspirados em personagens da literatura e do cinema mundial para dar ao seu bebê
  8. 50 nomes lindos que parecem apelidos – ou apelidos que podem ser registrados como nomes – masculinos e femininos
  9. 40 nomes compostos com ‘Miguel’ que são lindos
  10. 160 nomes curtos e marcantes para meninos e meninas
  11. 50 nomes compostos com ‘Maria’ que são lindos
  12. 40 nomes compostos com 'João' que são lindos
  13. 140 nomes chiques, bonitos e pouco frequentes para meninas
  14. 60 nomes masculinos e femininos de origem indígena e seus significados
  15. 70 nomes para meninos e meninas de origem africana (inclusive egípcia) e seus significados
  16. 100 nomes lindos e delicados para meninas – escolha um para o seu bebê
  17. 110 nomes imponentes para bebês – masculinos e femininos
  18. 140 Nomes estrangeiros lindos e fáceis de pronunciar para dar a seu bebê
  19. 240 nomes COMPOSTOS – clássicos e modernos – para meninos e meninas
  20. 120 nomes ELEGANTES, masculinos e femininos, para dar ao seu bebê
  21. 50 nomes bíblicos poderosos para dar a seu bebê – suas origens e significados
  22. Os 20 nomes MASCULINOS mais populares no Brasil em cada DÉCADA – entre 1930 e 2000
  23. Os 20 nomes FEMININOS mais populares no Brasil em cada DÉCADA – entre 1930 e 2000
  24. 40 nomes de bebês clássicos, 30 modernos e 20 raros – todos LINDOS
  25. Os 20 nomes de bebês mais populares e tradicionais em 8 países
Estou preparando novas listas. Se tu gostas de algum nome que não está em nenhuma delas, por favor, comente abaixo. Farei questão de incluí-lo na minha próxima lista. Beijos!!

P.s.: Tem nomes para o cãozinho também!!
120 nomes fofos – alguns deles engraçados – para dar ao seu cãozinho

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

QUIZ: Faça o TESTE e descubra o tipo de mãe que você é



As mães estão sempre se perguntando como estão se saindo na sagrada responsabilidade de criar filhos. Se você também quer de saber, participe do teste que preparei, CLICANDO AQUI:

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

4 verdades que muitos cristãos precisam saber para PARAREM de ser INJUSTOS com os divorciados


Uma parcela significativa dos cristãos só aceita o divórcio em caso de abandono e adultério (alguns deles, nem nestes casos). Para esses grupos, o divórcio por outros motivos tão ou mais graves, levam à perda da salvação. Esse é um assunto polêmico, mas necessário de ser abordado, pois muitos divorciados necessitam saber como está sua situação perante Deus, e outros querem saber o que aconteceria se saíssem do inferno em que vivem.
Leia mais...

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Esposas CRISTÃS, vocês não têm obrigação de suportar isso!


Confesso que fiquei CHO-CA-DA pela forma como repercutiu um artigo que escrevi sobre divórcio para o público cristão. (Clique aqui para o ler). Escrevo artigos há 4 anos e é a primeira vez que me senti assim.

Nesse artigo, falei sobre algumas RAZÕES JUSTAS para tanto homens como mulheres saírem de um casamento, sem que isso fosse um agravante perante Deus. Entre outras coisas, mencionei maus-tratos físicos, abuso psicológico, vícios (referi-me a vícios pesados que geram prejuízos emocionais, físicos e financeiros a toda família), criminalidade, adultério.

A maioria concordou que o adultério é uma razão aprovada por Deus para dissolver um casamento, mas as outras são "meras desculpas de quem não quer lutar pelo casamento". É sobre isso que vou falar.

Para quem escrevi aquele artigo

Escrevi para pessoas que estão padecendo no casamento por qualquer motivo citado acima (ou outro tanto quanto grave). Elas CERTAMENTE têm feito ou já fizeram tudo para salvar seu casamento. Nenhuma alma vivente permanece 2, 5, 10, 20 anos em um relacionamento abusivo porque gosta de apanhar, gosta de ser humilhada, traída, tratada como lixo. Ela resistiu a tudo isso por amor, por pensar que seu cônjuge mudaria. Mas esteja certo de que ela não aguenta mais!

Eu NÃO escrevi para pessoas que tiveram uma discussão boba, ou para os orgulhosos que não dão o braço a torcer. Nem para aqueles que descobriram ser incompatíveis com seus cônjuges. Coisas assim precisam ser trabalhadas e resolvidas. E incompatibilidade é algo que pode ser facilmente identificado durante o namoro.

Uns cristãos mudam e outros usam máscaras

Então surgem comentários do tipo "Você está sofrendo as consequências de sua escolha errada, agora está ligado(a) a seu marido/mulher até a morte! Não tem escapatória!"

Quer dizer que uma pessoa boa e justa tenha que viver o resto da vida em um inferno porque caiu na lábia de um mentiroso se passando por cristão fiel? Precisa colher consequências tão amargas por ter sido VÍTIMA de embuste?

E as réplicas vêm aos montes: "Se tivesse orado para saber se ele era 'a pessoa certa', não teria que passar por isso!" Concordo em partes. Concordo que precisamos nos aconselhar com Deus antes de tomar uma decisão tão importante com um casamento. E as coisas tendem a dar certo quando damos ouvidos aos Seus conselhos. Porém, muitas vezes, ao nos aconselharmos sobre determinada pessoa, sentimos que Ele deu o Seu aval, pois na época a pessoa era correta e esforçada. Mas algo aconteceu e ela acabou enfraquecendo na fé. Parou gradualmente de cumprir os mandamentos, e de honrar seu cônjuge. Quando isso acontece, agressões verbais e humilhações surgem quase que imediatamente. E quando se perde o respeito, a tendência é as coisas se agravarem.

Seja vítima de um enganador ou de uma pessoa inicialmente boa, mas que se afastou do Senhor e passou humilhá-la; não importa! Ela é e sempre será VÍTIMA!

Deus não tolera maus-tratos

Cristãos que defendem que uma pessoa PRECISE suportar maus-tratos em nome do casamento "até que a morte os separe", estão pregando contra o Evangelho de AMOR do nosso Salvador. Estão dizendo que Deus tolera maus-tratos, que para Ele é preferível o sofrimento contínuo de mulheres e filhos, do que a dissolução de um casamento que está mais para uma maldição do que para uma bênção.

Gente, não estou falando de coisa à toa, não! Milhares de mulheres morrem anualmente nas mãos daqueles que elas juravam que conseguiriam mudar. Não se iludam, ninguém muda ninguém! As pessoas até podem ajudar umas às outras, mas a verdadeira mudança acontece de dentro para fora. Isto é, primeiro a pessoa precisa tomar consciência de que está errando e isso irá provocar uma mudança de coração. Mas essa mudança só será possível se a pessoa quiser realmente mudar, ter iniciativa para isso. Mesmo Deus não pode privar uma pessoa de seu arbítrio forçando uma mudança. Ele pode colocar vários obstáculos em seu caminho, mas isso não é garantia de que ela reconhecerá que está errando ou que desejará mudar.

Nem toda verdade está na Bíblia

A Bíblia que temos atualmente  é um conjunto de livros compilados pela Igreja Católica séculos depois da morte de Cristo. A ICAR decidiu quais livros fariam ou não parte da Bíblia. Vários livros ficaram de fora. Há também outros escritos por profetas e reis antigos dos quais não sabemos o paradeiro. A própria Bíblia faz menção a eles:

  • Livro de Jasher ( II Samuel 1:19)
  • Livro da Lei de Deus (Josué 24:26)
  • Livro do Concerto (Êxodo 24:4,7)
  • Livro das Guerras do Senhor (Números 21:14)
  • Livro do Reto (II Samuel 1:18)
  • As crônicas de Natã e Gade (I Crônicas 29:29 E II Crôn. 9:29)
  • As Profecias de Enoque (Judas 14)
  • As profecias de Aías e Visões de Ida (II Crôn. 29:29 e 9:29; 12:15; 13:22)
  • Vários outros do Velho Testamento
  • Outras epístolas de Paulo aos Coríntios (I Cor. 5:9), aos Efésios (Ef. 3:3) e à igreja na Laodicéia (Coloss. 4:16)

Enfim, não vou listar todos que encontrei. Basta dizer que a Bíblia não contém tudo o que o Senhor disse ao homem. Isso está claro no Novo Testamento: "Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem. Amém." João 21:25

Quero dizer com isso que não podemos afirmar que por algo não estar registrado na Bíblia, significa que seja incorreto. A Bíblia contém muito poucas informações, trata muito superficialmente sobre o tema "divórcio".

Quem é o adúltero e infiel para Deus?

Já que muitos dizem que somente por causa de adultério poderia haver dissolução do matrimônio, pergunto: o que é adulterar, trair, ser infiel para vocês? Será somente ter relações sexuais fora do casamento? Nada disso! É também enganar, violar promessas, quebrar convênios, fazer o oposto do que foi prometido.

Para o Senhor, a noiva (Sua igreja) adultera quando abandona  o noivo (Cristo) e "prostitui-se" com os incontáveis "ídolos" (tangíveis ou não), como fortuna, fama, farra, bebida, drogas, pornografia e tudo o que faz homens (e mulheres) se afastarem de Deus e cometerem os piores erros, entre eles, agressões físicas e psicológicas contra aqueles que prometeram amar e cuidar.

Se é a palavra "adultério" que esposas cristãs – que estão morrendo gradualmente nas mãos de cônjuges frios e perversos – precisam para sair SEM CULPA de seu relacionamento abusivo, aí está.

Mas saibam, mulheres, que vocês não precisam desta palavra para se livrarem do jugo do sofrimento. Tenham em mente que vocês NÃO SÃO CULPADAS pelos maus-tratos que sofrem, ainda que não tenham feito a melhor escolha ao decidirem com quem se casar. Quem atribui culpa a inocente é Lúcifer, o pai da mentira. Ele, sim, se diverte com seu sofrimento. Deus, entretanto, chora ao assistir as surras, humilhações, a fome e todo o sofrimento que vocês e seus filhos passam nas mãos de seus maridos INFIÉIS.

Sou muito grata por ser membro de uma igreja que desassocia ou EXCOMUNGA maridos agressores, em vez de passar mão na cabeça deles ou dizer que basta suas esposas orarem que tudo se resolverá. Precisamos ser realistas e AGIR, senão essas mulheres não ficarão vivas para contar a história.

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

21 dicas INFALÍVEIS para descomplicar uma relação amorosa


Se seu relacionamento conjugal, noivado ou namoro anda complicado, com brigas, discussões e mágoas frequentes, PRESTE ATENÇÃO nas seguintes dicas. Elas poderão ajudá-los a conduzir melhor seu relacionamento:

LEIA MAIS

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

TOP 20 artigos mais lidos

Olá, amigos!

Para vocês que acompanham meus artigos, aqui vão os 20 mais lidos até agora. Na medida do possível vou tentar manter essa postagem atualizada, pois os números de visualizações costumam variar bastante (inclusive de um dia para o outro) conforme os artigos vão sendo repostados nas nas redes sociais. Cliquem sobre os títulos para lerem! :-) 
  1.  8 sinais assustadores de que seu casamento está caminhando para o fim
  2.  19 atitudes admiráveis em uma mulher que deixam seu marido morrendo de medo de perdê-la
  3. 14 versículos da Bíblia que lhe ajudarão a ter um casamento melhor
  4. 5 razões pelas quais um divórcio é justificado perante Deus
  5. 8 razões pelas quais muitas mulheres detestam sexo – e como resolver o problema
  6. 7 sinais que mostram que você tem depressão
  7. 10 coisas que maridos e esposas precisam saber URGENTE sobre a pornografia
  8. A você, marido infiel
  9. 3 dicas comprovadas cientificamente que ajudam a esquecer um amor
  10. As desvantagens de ser a outra
  11. 6 ciladas que o levam a acreditar que você não ama mais seu cônjuge
  12. 7 sinais de que sua mulher se rendeu aos encantos de outro homem
  13. 10 coisas que as mulheres não fazem para atrair a atenção dos homens, mas acabam atraindo assim mesmo 
  14. 15 tipos de mulheres que fazem os homens quererem sumir
  15. 10 coisas que você nunca deve dizer à mãe de uma criança com Síndrome de Down ou qualquer deficiência
  16. As 10 doenças mais comuns que são herdadas geneticamente
  17. 15 segredos para um casamento feliz
  18. Se você ama seus filhos diga NÃO a estes 5 pedidos deles
  19. Como reverter a situação depois que o marido lhe traiu e ainda está com a amante
  20. 15 frases para acalmar instantaneamente seu filho enfurecido, em lugar de outras que produzem efeito contrário 
Um abraço!

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Nasceu o Salvador

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu (…) e o seu nome se chamará Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz” (Isaías 9:6).

A cada Natal celebramos o nascimento de nosso Salvador, o Filho de Deus, que pode nos salvar do pecado e da tristeza. Lembrem-se Dele, Amem-No e Sigam-No.

Visite http://mor.mn/41h7o
#NasceuoSalvador
Feliz Natal!!!


domingo, 15 de novembro de 2015

O surgimento de A Igreja de Jesus Cristo do Santos dos Últimos Dias

Olá, amigos!

Este vídeo é um excelente resumo da história de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Tirem um tempinho para assisti-lo e vocês entenderão por que amo tanto minha religião!

Um abraço!

Ps.: Ah, esqueci de dizer que também somos conhecidos pelo apelido de mórmons. :D